Casal de lésbica denuncia ataque homofóbico de médico em Goiás

By | 11:10 Comente

O casal de namoradas Angélica Santana, 27, e Giovana Alves, 36, foi vítima de uma série de insultos homofóbicos por parte de um médico em um posto de gasolina, em Goiânia-GO, na madrugada desta quarta-feira (15).

Em um vídeo que circula na internet, o médico Ricardo Dourado aparece xingando as duas: “Vai atrás de um homem bom pra você. Casa, vai ter filho. Isso é o normal. Vocês querem o anormal? Veado, gay, se pegar, tem que matar. O mundo não é pra isso!”

Segundo as vítimas, isso aconteceu depois que o médico se aproximou  da mesa em que estavam e passou a mão no ombro de uma delas, dizendo que estavam com sorte "porque hoje a bebida era por conta dele". 

Após insistir para que ele saísse, Giovana diz: “Por favor, não encoste na minha namorada”. Revoltado, o médico começa a atacar verbalmente as duas. Veja no vídeo.

As duas registraram um Boletim de Ocorrência no 1º Distrito Policial de Goiânia. Segundo informou o delegado ao portal G1,  o homem deve ser intimado para prestar depoimento e pode ser indiciado pelos crimes de perturbação e ameaça.


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: