Sejam bem-vindxs a coluna Sexo e Temperamento!

By | 16:27 Comente

O nome desse espaço é retirado de uma importante obra muito conhecida nas Ciências Sociais que leva o mesmo nome e foi escrita por Margareth Mead.

Antropóloga norte-americana, Mead causou verdadeiro tumulto ao apresentar os resultados de suas pesquisas entre três sociedades primitivas. E teve papel crucial na progressiva liberação sexual que ocorreria no Ocidente nas décadas seguintes à publicação de seu livro. A obra desenvolve a discussão sobre os papéis respectivos da biologia e da cultura na definição do comportamento em sociedade.

Mead desmontou a ideia natural dos comportamentos entre homens e mulheres, altamente vinculada à educação das sociedades ocidentais patriarcais mostrando, por exemplo, que na Nova Guiné “o ideal Arapesh é o homem dócil e suscetível, casado com uma mulher dócil e suscetível; o ideal Mundugumor é o homem violento e agressivo, casado com uma mulher violenta e agressiva”. Além disso, entre os tchambuli, é “a mulher o parceiro dirigente, dominador e impessoal, e o homem a pessoa menos responsável e emocionalmente dependente”.

Depois de Mead, diversos outros autores das ciências humanas refutaram a ideia natural da divisão sexual do trabalho ou qualquer caráter biológico que explicasse a agressividade do homem ocidental e a passividade da mulher ocidental.

Seguindo essa inspiração, vamos comentar os fatos e casos da semana sempre com uma lente sociológica, antropológica, filosófica, procurando contextualizar os debates e denunciar as ideologias que nos cegam.

Padrões de comportamento e notícias que geraram polêmica? Aqui elas ganharão notoriedade e debate.



Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: