'Star Trek' vai ganhar o seu primeiro protagonista LGBT

By | 14:10 Comente

Por Kevin Harrison

No filme, o piloto da Enterprise será casado com um parceiro do mesmo gênero e terá uma filha. A sexualidade foi dada ao personagem como um tributo a George Takei (ator que o deu vida nos anos 60), que se revelou gay em 2005 e, desde então, se tornou um dos maiores ativistas e ícones da causa LGBT.
 
Desde os anos 60, a série, por nos apresentar um cenário mais futurista, sempre incluiu uma diversidade multicultural em seu elenco, com protagonistas asiáticos e negros numa época em que isso não era nada comum na televisão. Para ter ainda mais diversidade, agora a série revelará o personagem asiático Hikaru Sulu como gay. A decisão de revelar a orientação sexual do personagem foi feita pelo roteirista Simon Pegg e pelo diretor Justin Lin.

Só que o George Takei, primeiro intérprete do Hikaru afirmou que gostaria que outro personagem fosse criado com uma história, e que Sulu fosse mantido heterossexual. Ele explicou para o The Hollywood Reporter que estava maravilhado pela série ter um personagem gay, mas que isso é uma distorção da criação de Gene Roddenberry, que foi quem criou a série.

Na verdade, esse tempo todo a sexualidade do personagem nunca foi explícita. Ele é como muitos personagens assexuados que encontramos por aí. E nesse novo filme, o fato dele ser homossexual não terá nenhuma grande importância no enredo, nem será uma grande revelação. Simplesmente, será apresentada de forma natural.

Atualmente aos 79 anos, George Takei revelou sua sexualidade somente em 2005. O ator conta que sofreu muitas experiências negativas em Hollywood antes de se assumir, e considera que um personagem do Século XXIII jamais passaria por situações semelhantes.

Após a declaração as declarações de Takei, o roteirista Simon Pegg defendeu decisão de apresentar Hikaru Sulu gay, numa carta enviada ao The Guardian. Ele disse: “Qualquer ingrediente mágico que determine a nossa sexualidade foi diferente para Sulu nessa linha temporal. Eu gosto dessa deia porque sugere que em um hipotético multiverso, através da infinita matrix de realidades alternadas, todos nós somos LGBT em algum lugar.”

E o filho do criador da série, também saiu em defesa do personagem. Rod Roddenberry disse à AP em uma entrevista que seu pai seria 100% a favor de um personagem gay em Star Trek. “Há tanta coisa acontecendo no mundo de hoje. Eu acho que ele adoraria qualquer tipo de questão social inserida em Star Trek.", declarou.

Star Trek: Sem Fronteiras chega aos cinemas em 1º de setembro deste ano. Vamos esperar o lançamento para descobrir como o primeiro personagem da série será realmente abordado. 


Confira o trailer do filme:





Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: