Temer se compromete a analisar pautas anti-LGBT entregues por evangélicos

By | 10:36 Comente

O presidente em exercício Michel Temer se reuniu na última sexta-feira (08) com 33 pastores evangélicos no Palácio do Planalto, sede do governo federal, para ouvir as demandas dos religiosos na área da educação. O encontro foi organizado pela Confederação do Conselho de Pastores (sério que isso existe?), sob a coordenação de Robson Rodovalho, da igreja Sara Nossa Terra.

Segundo o jornal O Globo, Temer se comprometeu a analisar dois pontos destacados pelos pastores: a "ideologia de gênero" em sala de aula e a defesa da família tradicional. Daí você tira a lambança que foi isso.

Nos últimos anos, vários líderes evangélicos e católicos têm sido contrários as políticas de inclusão do debate sobre gênero, sexualidade e respeito às diferenças em sala de aula, na defesa de que isso seria "ideologia de gênero" e poderia influenciar as criancinhas a serem gays, lésbicas e transexuais.

Claro que eles não entendem nada do assunto e tampouco sabem o que é "ideologia", e muito menos "gênero". Já discutimos isso aqui.

Saiba mais:

O ainda presidente, é claro, atendeu as demandas e se comprometeu a analisar cada ponto.

Em maio, porém, Temer se recusou a receber representantes do movimento LGBT para ouvir as suas reivindicações, segundo o Guia Gay Floripa.


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: