Notificações compulsórias de casos de violência doméstica em Natal ganham reforço

By | 11:06 Comente
Foto: divulgação/Congresso Nacional
O contato com os profissionais dos postos de saúde e com os agentes de saúde nas comunidades costumam ser a porta de entrada das denúncias dos casos de violência contra a mulher. São esses profissionais que fazem a chamada notificação compulsória dessas ocorrências. Para reforçar este trabalho e auxiliá-los no atendimento às mulheres, a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (Semul) participa, a partir da próxima semana, da formação desses profissionais. A iniciativa é fruto de uma parceria com a Secretaria Municipal de Saúde. 

A primeira participação da equipe da Semul nesta formação acontece no Distrito Sanitário Leste de Natal a partir das 8h desta terça-feira (08), e tem como proposta apresentar os aspectos mais subjetivos do que é a violência contra a mulher, para reforçar o reconhecimento dos profissionais que atuam na notificação compulsória da violência doméstica, dos sintomas não tão visíveis deste mal que atinge as mulheres em seus lares. 

“A mulher fragilizada em função da violência que sofre, em muitos casos, procura os serviços de saúde em busca de atendimento, mesmo que por motivos não relacionados diretamente à violência sofrida. Porém, ela demostra os sinais da situação por que passa, por isso é importante os profissionais que têm contato com esta mulher, identificar tais sinais e prestar o acolhimento e dar as orientações necessárias”, afirma Ana Cláudia Mendes, coordenadora do Departamento de Enfrentamento à Violência contra a Mulher da Semul.

A identificação e a notificação dos casos de violência constituem um caminho de proteção à vítima, que certamente se sentirá mais acolhida e segura para seguir adiante na denúncia do seu agressor e sair do ciclo de violência em que se encontra. Para tanto, explica Ana Cláudia, a participação da Semul na formação dos profissionais de saúde servirá para também apresentar os serviços que a Secretaria dispõe, como funciona a rede de proteção à mulher em situação de violência e o suporte oferecido em caso de risco de morte.

A ação acontece nos dias 08, 09, 11 e 16 de novembro, abrangendo os distritos sanitários das regiões leste, oeste, sul e norte II, respectivamente. O público-alvo é o corpo de servidores da saúde (médicos, técnicos, agentes de saúde, psicólogos e assistentes sociais).

“Os serviços de saúde são um dos pilares do trabalho no atendimento às mulheres e essa parceria que se inicia agora, vem fortalecer o que já vínhamos fazendo, sempre tentando articular as agendas do serviço público em prol da qualidade de vida das mulheres no nosso município”, reforça Ana Cláudia Mendes.

Agenda

Distrito Sanitário Leste
Endereço: R. Augusto Severo, 281 - Ribeira, Natal - RN, 59012-380
Data: 8 de novembro
Horário: 8h

Distrito Sanitário Oeste
Endereço: R. Rubens Mariz, 743 - Nossa Sra. de Nazaré, Natal - RN, 59062-180
Data: 9 de novembro
Horário: 14h

Distrito Sanitário Sul
Endereço: Av. Coronel Norton Chaves - Lagoa Nova, Natal, RN.
Data: 11 de novembro
Horário: 14h

Distrito Sanitário Norte II
Endereço: Rua Antônio Galdino, 01 – Igapó, Natal, RN.
Data: 16 de novembro
Horário: 8h
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: