Natal Shopping oferece jantar romântico e cinema a casal gay que sofreu homofobia em shopping concorrente

By | 10:32 10 comments
Foto: Reprodução
O Natal Shopping surpreendeu Shay  Danello, 23 anos, e seu namorado ao oferecer um jantar no restaurante Gustto, cinema e estacionamentos gratuitos para que o casal pudesse curtir a noite do último sábado (21) juntos, após denúncia dos dois em caso de homofobia sofrido em shopping concorrente ganhar as redes sociais na segunda-feira (16).

"Desejamos a você e seu namorado toda a felicidade e que momentos como esse não voltem a se repetir", diz mensagem enviada pelo Natal Shopping. 

De acordo com depoimento publicado no Facebook, Shay e seu namorado estavam apenas ouvindo música no mesmo fone de ouvido na praça de alimentação do shopping Midway Mall, localizado no bairro Tirol, Zona Leste da cidade, quando foram abordados com grosseria por um segurança, alegando que os dois não poderiam demonstrar afeto em público.

O colocamos contra parede e o mesmo continuou afirmando que casal Gay não pode estar abraçado dentro ou fora do Shopping. (?????)Fui procurar a ouvidoria do local para relatar o crime.Outro segurança apareceu:Sai perguntando onde poderia falar com a gerência/ouvidoria do Shopping, mas não tive sucesso. Esse segundo segurança afirmou que casos de homofobia eram desconhecidos alí por eles. Claro, chuva de preconceito saindo da boca do segurança enquanto me impedia de falar com alguém de poder maior dentro do recinto.E afirmando outros casos de casais Homossexuais "se agarrando" que foram expulsos do Shopping (afirmando assim para que eu tenha receio de praticar tal afeto por ali) resisti. Informei que ele estava sendo preconceituoso, homofóbico. Não só ele, mas todo o sistema de segurança do local. Absurdo.Se agarrando??????Eu e meu namorado estávamos ouvindo música nos fones e sorrindo da qualidade ruim dos meus novos fones. Enquanto, ao nosso lado, casais heterossexuais já estavam em suas preliminares.O que me deixa triste não foi só ter vivenciado essa cena na qual todos olhavam curiosos, mas o bloqueio social de não poder ser livre. Big banner com casal abraçados, casais heterossexuais indo e vindo em todo lugar. Mas só eu não posso. 😥 

Até o momento o Midway Mall não se posicionou sobre o assunto.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

10 comentários:

  1. Que vergonha um pais com crisoles de raças tam precoincetuosos. Em more em Natal perto a shopping natal e nunca gracias a Deus como gay e extrangero aconteci jeiro parecido, mais acho que tem que respeitar e agente não ter tam fechada a mente. Muita ignorancia. O povo deve trocar pensamentos e preocuparse por coisas mas perigrosas e importante como os crimenes, posibilidade de melhores oportunidades de trabalho em seu estado e de mais.

    ResponderExcluir
  2. Dialogar com segurança é a mesma coisa que dialogar com um jumento. São trogloditas imbecis, desqualificados e despreparados pra lidar com público. Esses do Midway refletem a idiotice reinante dessa administração. A sociedade deveria dar uma boa boicotada à esse shopping de merda.

    ResponderExcluir
  3. O problema dos homossexuais é o vitimismo demasiado:''Enquanto, ao nosso lado, casais heterossexuais já estavam em suas preliminares.'' Poxa, vamos ter bom senso e personalidade que isso aí é impossível, até porque eu e minha namorada já fomos chamados a atenção lá e somos um casal heterossexual, acredito e reconheço que o excesso causa constrangimento em qualquer ambiente, ''Ah, mas eles só estavam com fones de ouvido'', sem ofensas, quem realmente lê as matérias de jornal que saem hoje em dia, enxerga de longe que isso ai é sensacionalismo. Nunca é só um beijinho, nunca é só ouvir musicas no fone de ouvido, até por que já testemunhei ambos tipos de casal (casal lésbico e casal gay) ouvindo musica no fone de ouvido na praça de alimentação por mais de 1 hora e nunca vi dar nada, fora que também até conhecidos meus (homossexuais) nunca passaram por algo parecido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso já aconteceu comigo, não com um segurança mas com um cliente de lá, e não estávamos fazendo NADA!!!

      Excluir
    2. Todo seu comentário foi baseado em suposições. Não é pq não aconteceu com seus conhecidos, ou com pessoas que vc curiosamente observou durante 1h, que o fato deixa de ser verdade. Certamente deve haver câmeras e testemunhas que podem atestar o que aconteceu no momento. Mas já tirar conclusões e julgar como vitimismo acho bastante injusto.

      Excluir
    3. Você não tinha nem q tá aqui, linda!

      Excluir
  4. Certa vez eu estava com meu namorado conversando e brincando entre nós no Natal shopping na Praça de alimentação esperando nosso pedido como normalmente sempre fazemos, do nada um cara brotou na nossa frente cheio de moral dizendo que achava esse tipo de coisa um absurdo que era uma falta de respeito com a mulher dele ver esse tipo de coisa em locais públicos e na hora a nossa única reação foi perguntar o que ele tinha visto de tão absurdo e ele disse que viu quando meu namorado "pegando no meu pau" sendo que isso em nenhum momento aconteceu e ainda nos ameaçou dizendo que se a mãe dele estivesse na hora e visse essa "cena" a coisa teria sido muito pior e saiu se achando o dono da razão é da verdade com a mulher... Isso foi uma das piores situações que já vivenciei com relação a isso, já é horrível você ver e ouvir relatos de homofobia imagina você estar na situação? Não procuramos o shopping na época porque sabemos que ele não teve nada a ver com a situação, mas que foi super constrangedor isso foi...

    ResponderExcluir
  5. Seria lindo se não fosse vindo de um lugar que abriga o Cinepolis, onde eu e outros amigos já sofreram perseguição homofóbica. Seria bom revisar o que acontece dentro do próprio shopping antes de se posicionar como gay-friendly.

    ResponderExcluir
  6. O Natal Shopping quer contrariar, eu ja fui lá duas vezes e vi como eles tratam as pessoas de forma diferente. E eu não sou de perder meu tempo dando "rolerzinho" em Shopping quando vou tenho interesse em comprar algo. Falei na primeira reportagem em outro site e falo nessa o Natal Shopping é o ambiente mais segregador que visitei na minha vida. Infelizmente não dá para comentar com o Facebook.

    ResponderExcluir