44% dos médicos cassados no CFM são por assédio sexual

By | 09:13 Comente
Foto: Reprodução
Segundo dados divulgados pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), 44% das cassações de registros profissionais de médicos ocorridas no país desde 2009 tiveram como causa o assédio sexual contra pacientes. Neste período, 61 médicos brasileiros foram julgados culpados pelo conselho por algum delito ético. Destes, 27 casos envolveram assédio sexual.

Em 2011 houve recorde de cassações por este motivo, mesmo ano em que Roger Abdelmassih perdeu o registro após ser considerado culpado por violência sexual contra pacientes de sua clínica de reprodução assistida. Ele acabou condenado pela Justiça a 278 anos de prisão por 48 estupros.

Naquele ano, das 13 cassações acompanhadas pelo órgão, dez estavam relacionadas com denúncias de assédio sexual, o que representa 77% do total. Para Roberto Luiz d’Avila, presidente do CFM, a ampla divulgação da condenação de Abdelmassih pode ter acarretado um aumento de denúncias por estimular vítimas de outros médicos a procurarem as autoridades.

Via Revista Fórum com informações do Estadão.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: