Tirésias promove debate sobre cura gay com presença da professora da UnB Berenice Bento

By | 16:30 Comente
Foto: Felipe Américo
“Cura Gay? Reflexões em torno da judicialização das sexualidades.” Este é o tema do evento realizado pelo Núcleo Interdisciplinar de Estudos em Gênero, Sexualidade e Direitos Humanos – Tirésias da UFRN com a presença da professora da Universidade de Brasília e doutora em sociologia Berenice Bento, nesta sexta-feira (10), a partir das 18h30, no auditório do Instituto Ágora, Campus Central da UFRN em Natal.

O evento foi motivado logo após o juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara do Distrito Federal conceder, no dia 15 de setembro de 2017, uma liminar que, na prática, torna legalmente possível que psicólogos ofereçam pseudoterapias de reversão sexual, popularmente chamadas de “cura gay”. O juiz determinou que o Conselho Federal de Psicologia alterasse a interpretação de suas normas de forma a não impedir os profissionais “de promoverem estudos ou atendimento profissional, de forma reservada, pertinente à (re)orientação sexual, garantindo-lhes, assim, a plena liberdade científica acerca da matéria, sem qualquer censura ou necessidade de licença prévia.

Esse fato causou reações de diversas entidades ligadas à defesa direitos humanos, do Conselho Federal de Psicologia, de Serviço Social e do Conselho Regional de Psicologia e de Serviço Social do RN.

Não obstante tal acontecimento e desenlace, no dia 20 de outubro, a comunidade acadêmica da UFRN foi surpreendida com a notícia que a “psicóloga cristã” Marisa Lobo, uma das fundamentalistas que defendem tais práticas, tem uma palestra agenda na UFRN. O Tirésias entende que a UFRN não deve ser palco para fundamentalistas religiosos. Entende-se, do mesmo modo, que é preciso reagir e resistir a essa onda conservadora também em nossa universidade.

Diante desse quadro, o Núcleo Tirésias promove esse debate com a presença da professora Berenice Bento, pesquisadora nacionalmente reconhecida, a fim de discutir mais profundamente tal assunto, diante da controvérsia criada e da necessidade de defender os direitos humanos da população LGBT, numa conjuntura francamente adversa.
As inscrições são gratuitas e devem ser feitas por meio do Sigaa. O evento também é aberto ao público externo.

Berenice Bento

Professora do Departamento de Sociologia (UnB) e pesquisadora do CNPq, Berenice Bento é graduada em Ciências Sociais (UFG/1994), mestre em Sociologia (UnB/1998), doutora em Sociologia pela UnB/Universidad de Barcelona (2003) e pós-doutora (CUNY/EUA, 2014). Em 2011 foi agraciada com o Prêmio Nacional dos Direitos Humanos da Presidência da República.


Além de publicar em periódicos nacionais e internacionais sobre os temas como descolonialidades, estudos queer, direitos humanos e marcadores sociais da diferença (sexualidade, gênero, raça/etnia), a renomada pesquisadora é autora dos livros “A reinvenção do corpo: gênero e sexualidade na experiência transexual” (Garamond, 2006, 1a. ed./ EdUFRN, 2014, 2a. ed.), “O que é transexualidade” (Coleção Primeiros Passos/Brasiliense, 2012, 2ª. ed.) e “Homem não tece dor: queixas e perplexidades masculinas” (EdUFRN, 2013), “Estrangeira: uma paraíba em Nova Iorque” (Annablume, 2016) e do mais recente “Transviad@s: gênero, sexualidade e direitos humanos” (EDUFBA), que será lançado durante evento promovido pelo Núcleo Tirésias na próxima sexta.


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: