Livraria Cultura compra Estante Virtual, inciativa inovadora de venda de livros usados

By | 11:29 Comente
Foto: Reprodução
A Estante Virtual funcionava, há dez anos, como um “sebo online”, em que donos de livros colocavam seus produtos novos ou usados à venda. Até a venda para a Livraria Cultura, eram 4 milhões de clientes cadastrados na plataforma, considerada, até então, uma iniciativa inovadora de venda de livros em meio à concentração cada vez mais intensa que vem acabando com os livreiros e as pequenas livrarias.

Nas redes sociais, leitores e consumidores criticaram.  “A Livraria Cultura ou melhor, o seu pool de investidores, comprou os anos de trabalho do Estante Virtual e dos sebos associados pra estabelecer uma plataforma de vendas na internet. Concentração e monopólio é o nome. O romantismo dos “pequenos” na internet vai minguando. O último ato será o fim da neutralidade na rede”, escreveu um usuário do Facebook. “Concentração do capital até no mercado de livros usados. Absurdo! Tudo está virando monopólio. Onde está o espaço para o tal do empreendedorismo e o livre mercado? Ou é conversa pra boi dormir?”, questionou outro internauta.

A compra da Estante Virtual vem em meio a uma investida de aquisições da Livraria Cultura. Recentemente, a empresa comprou a operação de e-commerce da Cnova, rede que reúne Casas Bahia, Ponto Frio e Extra, e ainda adquiriu a operação brasileira da Fnac, multinacional francesa com 12 lojas em sete Estados.

Via Revista Fórum
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: