População trans sai às ruas em São Paulo para pedir dignidade e cidadania

By | 14:29 Comente

Foi marcada para o próximo dia 27 a marcha de São Paulo em referência ao Dia Nacional da Visibilidade Trans, comemorado em 29 de janeiro. Organizada desde 2016 pelo Centro de Apoio e Inclusão Social de Travestis e Transexuais – CAIS, uma entidade da sociedade civil sem fins lucrativos, a “3ª Caminhada pela Paz: Sou Trans, Quero Dignidade e Cidadania” ocorrerá a partir das 14h na avenida Paulista, com concentração no vão livre do Masp.

Em seu primeiro ano, o tema da marcha foi “Sou Trans, Quero Dignidade e Respeito”. No ano seguinte, com um número maior de participantes, o ato saiu com o lema “Sou Trans, Quero Dignidade e Emprego”. Este ano, o foco do ato é dignidade e cidadania à população trans.

“Em 2018, objetivando mobilizar a sociedade em torno do debate para a promoção da cidadania de travestis, pessoas transexuais e intersexo. Assim, em 27 de janeiro próximo, pretendemos mobilizar a sociedade em torno do tema Sou Trans, Quero Dignidade e Cidadania. Desejamos afirmar que os direitos e deveres desta população estão interligados, sendo que o respeito e cumprimento de ambos contribuem para a construção de uma sociedade mais equilibrada e justa”, escreveram os organizadores no evento do ato no Facebook.

De acordo com a ONG Transgender Europe, o Brasil é o país onde mais se mata transexuais no mundo. Para se ter uma ideia, das 2.190 mortes registradas de transgêneros e transexuais em todo o planeta entre 2008 e junho de 2016, 868 mortes ocorreram no Brasil – cerca de 40%. Este número representa também mais de metade das mortes em toda a América Central e América do Sul.

Via Revista Fórum
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: